Quando um grande amor se vai, o que fica? - Lisandra Zanuto

Quando um grande amor se vai, o que fica?

Quando um grande amor se vai, o que fica?

Por Lisandra Zanuto

Se você acabou recentemente um relacionamento, você deve estar triste e sofrendo. Porque sabemos que é natural, é esperado e até certo ponto é até  saudável sofrer quando um relacionamento acaba. A dor é um sintoma natural de que alguma coisa precisa ser curada dentro da gente. Mas quando um grande amor se vai, o que fica?

Vou te dar um exemplo prático.

Quando você corta seu dedo, dói, né? Pode sair sangue e dependendo do tamanho do machucado pode até abrir uma ferida. O que geralmente você faz?

Provavelmente você vai fazer um curativo e se for muito grave vai até um hospital e procura ajuda e fica atenta até melhorar o machucado.

Esse machucado vai se cicatrizando aos poucos e um dia quando você percebe ele já curou e virou uma cicatriz. Sempre que você olhar para essa cicatriz, você terá lembranças do dia que você se machucou, de como foi e acaba lembrando até quanto tempo levou para curar.

Enfim, você pode lembrar de uma série de coisas, mas ele não vai doer da mesma forma que doeu quando você se feriu, não é mesmo? Você vai ter lembranças do que aconteceu porque o machucado já curou e virou cicatriz.

É exatamente isso que acontece com a gente quando quando um grande amor se vai. Guardamos as lembranças das coisas boas e as cicatrizes das feridas ficam marcadas por algum tempo, ou para sempre. Isso, claro, se cuidarmos dos nossos sentimentos assim como cuidamos das nossas feridas físicas.

Mas muitas vezes a gente não faz a mesma coisa quando temos um coração partido e machucado. Sabe por que? Porque a gente não sabe como fazer isso. Porque nunca ninguém nos ensinou como superar uma perda amorosa. Porque nunca esperamos sair tão machucados de um relacionamento, pois entramos nele para ser feliz, para que ele dure para sempre.

Mas o que realmente fica quando um grande amor se vai?

* Insegurança

A insegurança é um estado emocional que surge por consequência de uma situação que surgiu como alarmante ou ameaçadora, no caso a separação.

Por conta da insegurança a nossa autoestima tende a baixar, ficarmos menos autoconfiantes, com medo de nos relacionarmos outra vez e achar que nunca mais vai passar essa dor. Melhorar a nossa autoestima e nossa autoconfiança vai depender somente da gente, de como estamos vendo a situação.

* Medo

O medo de ficar sozinha e de nunca mais encontrar ninguém com que possa viver um novo amor, é uma das coisas que ficam quando um grande amor se vai.

O medo de que não vai conseguir dar conta da educação dos filhos e da vida financeira, também assola a maioria das mulheres. Muitas delas acabam ignorando o sofrimento e voltam para o ex companheiro, principalmente por causa dos filhos e da vida financeira.

* Solidão

Nunca ninguém nos ensinou a ficar sozinhas. Desde sempre a sociedade, assim como nossa mãe, avó, tias, todo mundo ensina que precisamos viver em comunidade, em sociedade, que precisamos casar, ter filhos e formar uma família para sermos felizes.

Quando nos deparamos com a separação de um relacionamento, achamos que não vamos aguentar viver sozinhas. Não acreditamos que podemos ser felizes com nós mesmos. Mesmo estando vivendo em uma sociedade moderna, onde os relacionamentos já não são tão valorizados e os casamentos praticamente descartáveis, somos pressionadas o tempo todo a termos uma vida amorosa.

Um grande erro que muitas mulheres acabam comentando é de se envolver em um novo relacionamento antes de resolver as feridas do passado, somente por se sentir sozinhas.

* Saudade

Quando um grande amor se vai fica a saudade. Não somente a saudade da pessoa que se foi, mas a saudade do que vocês passaram, do que vocês viveram. Mesmo que há muito tempo não estavam vivendo de uma forma que possa deixar saudades. Sentimos saudades do que fomos e não do que nos tornamos.

* Culpa

O sentimento de culpa vai nos perseguir sempre quando se trata de separação. Sentimos culpa por tudo, por termos feito alguma coisa errada, ou por permitir que algo errado pudesse acontecer.

Para você entender como funciona a culpa depois de uma separação, clique aqui e leia o artigo. Mas posso te dizer que enquanto você sentir culpa, você não vai conseguir cicatrizar as feridas.

* Raiva

É normal que você sinta raiva de você e do seu próprio ex companheiro quando um grande amor se vai. A raiva faz parte do processo de recuperação da dor de uma perda, do luto como conhecemos. Quando começamos a aceitar o fim do nosso relacionamento, começamos a sentir raiva. Muita raiva. Essa é uma fase de muitas agressões verbais entre o ex casal. É uma fase bastante nociva e que esconde a verdadeira tristeza que você está sentindo dentro do seu coração.

Nutrir o sentimento de raiva é como alimentar um Judas Iscariotes dentro de si, mais cedo ou mais tarde você será atingida pela pior traição, será traída por você mesma, pensando que com ódio irá chegar a algum lugar. A raiva não nos leva a lugar algum, o único caminho que ela nos leva, é para forca.

Para você conhecer mais sobre as fases do luto, clique aqui.

* Lembranças

Encontramos todo tipo de desculpas para não nos desfazermos dos objetos que lembram seu ex companheiro e que um dia foi seu grande amor. Mas quando nos aprofundamos nas verdadeiras razões que nos levam a não conseguir desapegar de algo, elas se resumem basicamente em duas: apego ao passado ou medo do futuro.

Existem três maneiras de lidarmos com essas lembranças: encará-las agora, algum dia ou evita-las até a morte, a escolha é sua. Eu prefiro te sugerir encará-las mesmo quem a dor seja maior, pois a tendência é que doa mais na hora e depois que você superar, ela passe. Se você optar por evita-la, o sofrimento pode durar para sempre.

* Ressentimento

Sentir ressentimento é sentir e sofrer novamente as consequências de algo que já passou. O ressentimento pode parecer inofensivo no presente, mas no futuro pode ser muito sério, até mesmo para a sua saúde.

Uma das características de uma pessoa ressentida é reclamar que não consegue seguir a sua vida, que se sentem estagnada pelo fato de ter gasto muita energia no passado, daí vem a sensação de estagnação de não conseguir seguir em frente com os planos.

Você só conseguirá se livrar deste sentimento no momento que você parar e analisar cada um dos seus sentimentos negativos em relação ao seu ex a ao seu relacionamento que já acabou.

* Rejeição

O que toda mulher quer é ser amada, admirada e aceita em todas as suas relações, tanto amorosa como no trabalho, no grupo de amigos e em toda sociedade que ela vive.

Só que dentro desse processo sempre estará presente a possibilidade de rejeição. Quando um grande amor se vai a sensação de rejeição é muito grande.

Ser rejeitado costuma abalar diretamente a autoestima das pessoas e deixá-la enfraquecida em relação as suas qualidades. E acredite, isso nem sempre é um processo racional, pode acontecer sem você nem perceber.

* Aprendizado

E quando um grande amor se vai o que deve ficar é o aprendizado. A lição de uma vida, do sofrimento que você passou, mas de todas as alegrias que vocês viveram. Se você não aprender e se curar de um fim de relacionamento é bem provável que você não consiga estar pronta para um novo amor.

Claro que o ideal você sair do relacionamento já aprendendo, mas às vezes isso demora um pouco para acontecer.

Superar todas essas coisas que ficam em seu coração quando um grande amor se vai é que fazem a sua ferida cicatrizar. O melhor conselho que eu possa te dar é usar essa dor como motivação para aprender, crescer e se tornar uma pessoa muito melhor do que era antes. Não é fácil, eu sei pois já passei por isso, mas também sei que você consegue superar.

E mais uma coisa muito importante é que você não precisa superar tudo isso sozinha, o peso e a dor, na maioria das vezes é muito forte e você pode pedir ajuda. Procure ler, estudar sobre o assunto, desopilar sua mente, fazer coisas novas para criar novas memórias.

Faça cursos, terapias, procure um profissional especializado. Perdoe, seja grata pela sua vida e por tudo que você passou e ainda tem. Agradeça por você estar viva e tenha muita força de vontade para enfrentar.

Se você quiser conhecer o Programa S.O.S Divórcio, clique aqui  e veja como você pode participar. Este programa, assim como Separei e Agora já ajudaram milhares de mulheres a superarem o fim do seu relacionamento, a se livrarem das dores de quando um grande amor se vai e, ainda retomaram a sua vida e reconstruíram uma nova história.

Semanalmente produzo vídeos para meu canal no Youtube, lugar onde abordo diversos temas que irão te ajudar a sair dessa.  Vou deixar disponível aqui em baixo um vídeo que fiz com muito carinho e cuidado pra vocês. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para Qual e-mail Devo enviar o link para a série de 03 vídeos gratuitos?

Seus dados estão 100% seguros