Relacionamento‌ ‌abusivo:‌ ‌5‌ ‌sinais‌ ‌para‌ ‌saber‌ ‌se‌ ‌‌você‌ ‌está‌ ‌em‌ ‌um -

Relacionamento‌ ‌abusivo:‌ ‌5‌ ‌sinais‌ ‌para‌ ‌saber‌ ‌se‌ ‌‌você‌ ‌está‌ ‌em‌ ‌um

Relacionamento‌ ‌abusivo:‌ ‌5‌ ‌sinais‌ ‌para‌ ‌saber‌ ‌se‌ ‌‌você‌ ‌está‌ ‌em‌ ‌um

“Será que estou em um relacionamento abusivo?”. Essa é uma pergunta que recebo, com frequência, de pacientes e seguidoras nas redes sociais. E ela traz um alerta preocupante: relações desse tipo nos fazem duvidar de tudo, principalmente de nós mesmas.

Inclusive, se você está questionando a saúde do seu relacionamento amoroso, quero que fique muito atenta. A incerteza é o primeiro indicador de uma relação abusiva. 

E eu vou te ajudar a identificar 5 sinais sutis, mas muito perigosos, dessa teia de abuso que não é somente física, mas que mexe demais com os aspectos emocionais e psicológicos da vítima.

Leia também:

>> Relações tóxicas: a gente precisa conversar sobre isso!

>> Como se libertar do lixo emocional de outros relacionamentos?

5 alertas de um relacionamento abusivo

Quando falamos sobre relações abusivas, é comum pensar em violência física. Mas preciso te dizer 3 coisas importantes antes de você continuar lendo este artigo:

  1. Um relacionamento abusivo nem sempre começa com a violência física. Em muitos casos, as atitudes são sutis e graduais. Pode ser uma crítica nada construtiva, um olhar de reprovação ou, até mesmo, ações fantasiadas de amor, como o ciúme na hora de você escolher uma roupa.
  2. Esse tipo de relação não está restrito somente aos casamentos e namoros. Existem relacionamentos maléficos e de controle emocional no trabalho e em amizades.
  3. De acordo com as estatísticas da ONU, 3 em cada 5 mulheres são vítimas de relações abusivas. E não é tão fácil identificar ou sair desse tipo de situação.

Com essas informações, quero que você comece a pensar no seu atual relacionamento. Será que existem indícios de que ele seja abusivo? A partir de agora, vou te ajudar a identificar 5 sinais que você precisa prestar atenção.

 

1. Invalidação de sentimentos

Em uma relação abusiva, a invalidação de sentimentos é uma das ferramentas utilizadas para controlar o emocional da vítima. E esse tipo de atitude nem sempre é notado com facilidade pela pessoa, que fica extremamente fragilizada e duvidando de si mesma.

Se o seu companheiro, ou companheira, já invalidou o que você estava sentindo em um determinado momento, ligue o alerta vermelho. 

Frases como “você está louca”, “era brincadeira”, “que besteira ficar chateada por isso” e “quanto drama” representam bem a invalidação de sentimentos.

Com isso, você acaba se sentindo culpada e questionando se, realmente, precisava ter ficado chateada. Além disso, é comum sentir medo, tristeza e, acima de tudo, ser silenciada na relação.

Então, se você tem a sensação de que o seu parceiro está diminuindo os seus sentimentos ou invalidando a sua opinião, saiba que esse é um indício de que você está em um relacionamento abusivo.

 

2. Ciúmes excessivo

Desde criança, aprendemos que um pouco de ciúmes é importante em relações amorosas. Afinal, ele demonstra que a outra pessoa se importa com a gente. 

Se você pensa assim, quero te pedir para refletir sobre isso.

O ciúme em excesso é um sinal sutil e grave de abuso. Inclusive, esse é um assunto muito sério e que não damos a devida importância.

Atitudes com a justificativa de amar demais, como querer saber onde você está, com quem está conversando ou que roupa está usando, são sinais de ciúme excessivo. 

Então, se você nota que isso faz parte da sua vida a dois, saiba que pode estar, sim, em um relacionamento abusivo.

 

3. Invasão de privacidade

Uma relação saudável é construída a partir da individualidade e da personalidade das pessoas envolvidas emocionalmente. Dessa forma, dizemos que há 3 pilares fundamentais: o eu, o outro e o nós.

Porém, em um relacionamento abusivo, esses pilares se misturam e se tornam apenas um: o nós. Isso quer dizer que a vítima acaba perdendo todos os traços da sua identidade para atender às expectativas do outro, com medo de ficar sozinha.

O que acontece é que o abusador invade a sua privacidade com atitudes que nem sempre parecem nocivas. Mexer no celular sem permissão, roubar senhas ou verificar os e-mails são alguns exemplos de abusos.

Quero que você entenda que, em uma relação saudável, precisamos nos sentir livres para conversar com amigas e familiares com total privacidade e confiantes para sermos nós mesmas.

Então, se você se sente sufocada ou percebe que o seu companheiro está invadindo a sua privacidade, fique atenta.

 

4. Destruição da autoestima

A baixa autoestima é um prato cheio para um relacionamento abusivo. Quando a pessoa não acredita mais em si mesma, acha que não tem valor suficiente e pensa que ninguém mais vai amá-la, as chances dela ficar presa na teia emocional são muito grandes.

E é isso que o abusador quer: dependência emocional.

Por isso, sempre reforço com minhas pacientes e seguidoras a importância de fortalecermos a nossa autoestima e resgatarmos o nosso poder pessoal. 

Afinal de contas, o amor-próprio é o nosso melhor amor.

Então, se você tem um companheiro que faz pequenas e constantes críticas sobre a sua capacidade profissional, o seu jeito de cozinhar ou o seu peso, saiba que isso não é saudável.

E mais uma coisa: se você acredita que ninguém mais vai te amar, estou aqui para te falar que isso é um sinal alarmante de um relacionamento abusivo. Você é, sim, merecedora do amor.

 

5. Uso de chantagem

A chantagem é outro sinal de uma relação que não é saudável. Seja pela manipulação, pela autoestima baixa ou pelo medo, você acaba cedendo à pressão do seu companheiro.

Inclusive, uma chantagem muito comum é a ameaça de terminar o relacionamento caso você não faça o que a pessoa quer. Por exemplo, “você não vai parar de conversar a sua amiga que não gosta de mim? Tudo bem. Vamos ter que terminar.”

O resultado é um ciclo interminável de ameaças por inúmeros motivos. E você acaba cedendo para não perder a companhia da pessoa amada.

Você identificou algum dos 5 sinais abusivos em seu relacionamento amoroso? Então, faça parte do grupo terapêutico Las Lobas. Nele, eu ajudo mulheres a recuperarem o poder pessoal, a fortalecerem a autoestima e a conseguirem nutrir relações saudáveis e duradouras. 

Os comentários estão desativados.

Para Qual e-mail Devo enviar o link para a série de 03 vídeos gratuitos?

Seus dados estão 100% seguros