Por que a dependência emocional em relacionamentos não é saudável?

dependência afetiva

Se você acha que é impossível ser feliz sozinha ou só se sente completa em um relacionamento amoroso, é hora de ligar um alerta. Pode ser que a sua vida esteja sendo afetada pela dependência emocional.  

Seja por carência, ansiedade ou autoestima baixa, a verdade é que muitas pessoas acabam confundindo o sentimento de amar com depender do outro em todos os momentos. 

E o problema é que isso acaba se tornando um padrão de comportamento que traz infelicidade e insegurança em qualquer relacionamento que você iniciar.

Por isso, neste artigo eu vou te mostrar por que a dependência emocional não é saudável e como se libertar dessa crença que limita a sua vida e te impede de ser plenamente feliz.

Leia também:
>> 12 dicas pra você se livrar da ANSIEDADE
>> Quando um grande amor se vai, o que fica?
 

O que significa dependência emocional?

Quando a gente fala sobre dependência emocional, é importante que você tenha em mente que esse termo é utilizado para caracterizar relações em que o apego fala muito alto, seja em amizades, na família, em namoros ou em casamentos.

Aliás, os sinais são muito claros, mas é muito difícil que a pessoa dependente consiga enxergar os perigos de relacionar o amor à dependência do outro.

Para exemplificar, vou compartilhar com você 3 frases que escuto com frequência em minhas mentorias e nas redes sociais:

  • “O outro é a tampa da minha panela. Ele me completa”.
  • “A minha vida só tem sentido se eu estou perto dele”.
  • “Eu não saberia o que fazer se esse relacionamento acabasse”.

Todas essas frases, por mais românticas que pareçam ser, estão relacionadas à dependência emocional e representam um perigo para a sua vida e, acima de tudo, para a sua personalidade.

O problema é que a gente acaba normalizando essa situação. Afinal, crescemos acreditando que vai existir “a metade da nossa laranja” e que “o príncipe encantado vai aparecer e trazer sentido à nossa vida”.

Por favor, não acredite nisso! Amar não é depender. 

Mas, como eu sei que nem sempre é fácil identificar a dependência afetiva em relacionamentos, eu vou te mostrar 4 sinais para você ficar atenta.
 

1. Autoestima baixa e ansiedade

Um dos sinais claros para identificar a dependência emocional em relacionamentos é a baixa autoestima. E isso acaba sendo refletido na constante necessidade de aprovação do outro. 

Inclusive, um estudo colombiano publicado em 2019 mostrou que existem 3 características muito comuns nesse tipo de situação: ansiedade, impulsividade e sentimentos depressivos.

De forma resumida, isso acontece porque a pessoa dependente se sente tão incompleta e sem valor que precisa que o outro valide o quanto ela é importante, bonita, capaz ou interessante.

Por que isso é perigoso? Bem, quando não resgatamos a nossa autoestima, as chances de entrar ou permanecer em um relacionamento pelos motivos errados aumentam.

Além disso, a dependência emocional é uma das iscas para entrarmos em relações abusivas, que trazem outros problemas mais graves, como a invalidação de sentimentos, a chantagem e a invasão de privacidade.
 

2. Anulação da sua personalidade

Outro alerta vermelho para saber se existe dependência afetiva em seu relacionamento é identificar a anulação da sua personalidade.

Para isso, quero que você faça um rápido exercício. Não precisa nem pegar papel e caneta. Vamos lá?

  1. Pense em você atualmente. Há algum hobby que faça parte da sua rotina?
  2. Agora, lembre-se de quando você era solteira. O que você costumava fazer e deixou de lado após entrar no relacionamento?
  3. Você deixou de fazer porque quis ou por causa do seu parceiro?
  4. Existe algum hobby do seu parceiro que você acrescentou à sua vida não porque quis, mas porque o outro gostava muito de fazer?

Reflita sobre essas perguntas. Esse momento é muito importante para você identificar se é dependente emocionalmente no relacionamento.

Se você identificou que a sua personalidade foi anulada ao permanecer na relação, é importante prestar muita atenção.

Afinal, algo que eu sempre reforço é que um relacionamento amoroso é formado por 3 pilares: o eu, o outro e o nós.

Ou seja, para construirmos relações saudáveis, é fundamental resgatar a sua personalidade e não deixar de fazer as coisas que te faziam feliz, entende?
 

3. Dificuldade para tomar decisões

Você sente dificuldade ou receio de tomar decisões no seu relacionamento e espera que o outro decida por você? Bem, saiba que isso é um sinal claro de dependência emocional.

Claro que decidir nem sempre é fácil. Não vou negar. Optar por uma coisa em vez de outra sempre deixa aquela voz na nossa mente falando alto: “e se eu tivesse escolhido o outro caminho?”.

Mas isso se torna um problema quando você anula a sua opinião por medo de tomar uma decisão e, com isso, pede para o outro escolher.

  • “O que vamos jantar? Ah, escolhe você”.
  • “Que filme vamos assistir? Qualquer um, pode escolher.”
  • “Qual vinho vamos comprar? O que você preferir”.

Esses são exemplos simples, mas que representam bem a anulação de personalidade e a dificuldade em tomar decisões. 

Então, se você se identificou com as frases acima, quero que saiba de uma coisa importante: se a gente não se posiciona na vida, a vida nos posiciona. 
 

4. Sensação de vazio ao ficar sozinha

Por fim, mas não menos importante, a dependência emocional é tão maléfica que traz uma sensação de vazio e ansiedade ao ficarmos sozinhas.

E isso acontece porque a pessoa dependente acredita que precisa estar sempre ao lado do outro para se sentir realmente completa.

Não há dúvidas de que esse pensamento é problemático, certo? 

Afinal, como eu já falei aqui no artigo, um dos pilares de uma relação saudável é o “eu”. Então, você precisa compreender que é um ser completo e que ficar sozinha é diferente de solidão.

Aprender a aproveitar os seus momentos é um passo fundamental para construir relacionamentos saudáveis. Até porque você não deve se esquecer de uma coisa: a pessoa mais importante da sua vida é você.

Se você identificou algum sinal de dependência emocional na sua vida, saiba que é possível mudar essa situação. No grupo terapêutico Las Lobas, eu guio mulheres a recuperarem o poder pessoal e a se reconciliarem consigo mesmas. Clique aqui para saber mais.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Lisandra Zanuto

Lisandra Zanuto

Eu acredito que a dor da separação é o ponto de partida para a maior transformação da sua vida. Basta que você decida.

Os comentários estão desativados.

Artigos

Artigos relacionados

Para Qual e-mail Devo enviar o link para a série de 03 vídeos gratuitos?

Seus dados estão 100% seguros