Como RECUPERAR sua AUTOESTIMA após a SEPARAÇÃO?

 Como RECUPERAR sua AUTOESTIMA após a SEPARAÇÃO?

Por Lisandra Zanuto

Recomeçar a vida, recuperar a autoestima depois de uma separação e o seu equilíbrio emocional pode ser a coisa mais difícil de se conseguir. Alguns dias se tornam terríveis e quase insuportáveis. Você não tem vontade de fazer nada, muito menos de se olhar no espelho porque está se achando a pior pessoa do mundo, a mais feia, a mais idiota e a mais sem graça de todas as mulheres.

Leia também:

Descubra se você está vivendo uma relação abusiva agora! 

Tudo o que você precisa saber sobre Depressão no Pós-separação! 

Mas não adianta,  só você é responsável por juntar os caquinhos e se reconstruir, pois a decisão de ser feliz ou não, é sua.

Claro que é difícil e complicado se reerguer nesta fase, pois junto com o fim do seu relacionamento foi também o fim da sua autoconfiança, sua autoestima e sua vontade de viver. Os piores sentimentos se acumulam no nosso pensamento quando estamos tristes, acabamos pensando que todas as mulheres casadas são melhores que nós e mais merecedoras desta felicidade.

Se você pensa que é a única pessoa que se sente assim neste momento, saiba que você está enganada. Em todos os meus cursos quando pergunto quem está com a autoestima baixa e prejudicada neste momento, a maioria levanta a mão, digo com toda a certeza que mais de 95% das mulheres têm a autoestima abalada depois de uma separação. Ouso a dizer que o fim de um relacionamento amoroso seja o momento mais devastante para a autoestima de uma pessoa.

Com tantos estudos que são realizados dos sentimentos humanos hoje em dia já é possível saber que ter uma autoestima saudável depende 50% da nossa genética e 50% desenvolvemos com as nossas relações durante a vida.

Quer ver um exemplo?

Como você sabe que uma roupa fica bonita em você? Porque sempre que você coloca as pessoas dizem que você está linda vestida assim. Entendeu?

A minha ideia com este artigo é te mostrar que é possível se amar novamente, se achar linda e reconstruir sua autoestima mesmo não acreditando nisso nesse momento. Para isso, vou te passar 5 dicas poderosas que vão te ajudar a recuperar a sua autoestima a partir de hoje. 

1 – Você precisa querer mudar

Essa é a primeira e a mais importante das decisões que você precisa tomar: eu quero mudar, não quero mais ficar assim e nem me ver desse jeito.

Quando você toma essa decisão de mudar o conceito de você mesma, todo a sua volta será afetada, seu trabalho, a relação com seus filhos e com as pessoas que você convive.

Para mudar,  você precisa ter claro o que você quer mudar e o porquê da mudança, porque a capacidade de mudar você tem, só tá guardada e você precisa despertar. Um bom exercício é pegar um papel e uma caneta e escrever três motivos de você querer fazer essa mudança e as três principais razões para você querer mudar. Toda vez que você sentir dúvidas se vale a pena ou não sair desta situação, pegue esse papel e leia em voz alta.

2 – Mudar a maneira que você se vê

Experimente se olhar no espelho e enxergar aquilo que você tem de melhor e não só o que você acha que tem de ruim. Mesmo que você ache que quase nada seja bom, valorize o seu melhor. Para recuperar a sua autoestima você vai ter que mudar o jeito que você se vê no espelho.   

Vamos fazer mais um exercício. Pegue outra folha de papel e anote três coisas que você gosta em você.

3 – Diga coisas positivas sobre você mesma

No momento que você começar a pensar o que falar de bom de você mesmo, você vai perceber que é muito mais fácil apontar seus defeitos do que suas qualidades. Para te ajudar, pegue aquela lista feita no item anterior e leia na frente do espelho, ou se preferir, para um amigo. Tenho certeza que não será fácil, você vai precisar de muita coragem, respire e fundo e deixe as emoções fluírem. Se você tiver vontade de chorar, chore, se você tiver vontade de rir, ria, você já vai perceber que o seu conceito de você mesmo vai começar a sofrer mudanças e você vai começar a recuperar a autoestima depois de uma separação.

4 – Reexamine a sua relação com os outros

Você sabia que muito da imagem que temos de nós mesmas vêm do que os outros pensam de nós? Por isso dê uma olhada na sua volta e perceba se as suas relações estão te ajudando ou estão te prejudicando para recuperar a autoestima. Se você perceber que alguma das pessoas que fazem parte da sua relação não estão agregando nada na sua reconstrução, mude de ambiente, de amigo, faça qualquer coisa para ficar longe do que te impeça de melhorar.

A partir de agora invista somente em pessoas que te façam se sentir bem em relação a você mesma, que levante sua autoestima, que te ajude a perceber o quão boa você é e que ainda pode melhorar muito e você vai conseguir recuperar a autoestima depois de uma separação.

5 – Livre-se dos pensamentos negativos

Quem é a pessoa que você mais fala todos os dias? É você mesmo amiga. Diariamente temos inúmeros diálogos internos com nós mesmas. Estudos provam que temos mais de 50 mil pensamentos por dia e que eles afetam diretamente nossas atitudes, a nossa fisiologia, emoções e escolhas, enfim, toda a nossa realidade é afetada pela motivação dos nossos pensamentos.

Então é hora de parar e se perguntar? Esse tipo de pensamento está me motivando, está me ajudando a melhorar? Está me ajudando a recuperar minha autoestima e reconstruir a minha vida? Claro que 90% deste pensamento você não consegue controlar, mas só de parar e pensar se ele te faz bem ou não, você já estará fazendo alguma coisa para mudar.

Procure prestar mais atenção na sua conversa interna, esteja mais presente e atenta diante dos seus pensamentos, você está sempre influenciando a sua autoestima, então que seja pelo lado positivo.

Recuperar a autoestima depois de uma separação é um processo bem difícil, não será da noite para o dia que você vai conseguir, principalmente quando você está machucada por causa do fim do seu relacionamento. Por tudo isso que é tão difícil dar o primeiro passo na construção da autoestima, porque somos desafiadas a elevar nosso nível de consciência e lutar contra a nossa resistência emocional o tempo todo.

Eu tenho certeza que isso é possível e se precisar de ajuda, não hesite em procurar, você não precisa passar por isso sozinha. Eu posso te ajudar, clique aqui e conheça o Programa SOS Divórcio. Esse programa já ajudou milhares de mulheres a refazerem as suas vidas.

Como podemos desenvolver uma autoestima saudável?

* A primeira coisa a fazer é quebrar o paradigma que a autoestima está vinculada a imagem e a padrões, seja de beleza, de sucesso, de riqueza ou de poder. A autoestima não está relacionada a imagem nem a padrões. Ela está relacionada à vivência de cada um. Ela é moldada por fatores internos e externos. Por interno eu quero dizer ideias, comportamentos e crenças. E, por externo, entende-se a tudo que envolve o meio: mensagens verbais ou não verbais transmitidas, experiências evocadas pelos nossos pais, professoras, organizações, nossa cultura e pessoas importantes da nossa vida.

* É só escolher por ser uma pessoa melhor. A autoestima é a chave tanto do sucesso, quanto do fracasso. É, também, a chave para entendermos a nós mesmos e aos outros.

* O maior perigo de uma autoestima ruim é nos tornarmos prisioneiros de uma auto imagem negativa e permitir que isso nos diga como agir. O perigo está em nós definirmos como medíocres, fracos, ou covardes e a nossa performance refletir isso.

* Pesquisa mostram que a melhor maneira de ter uma autoestima saudável, é ter pais que tenham uma boa auto estima e que sirvam como modelos durante desenvolvimento da criança. Então a nosso obrigação é passar para os nossos filhos uma boa imagem de autoestima.

O mais importante para recuperar a autoestima depois de uma separação é você não desistir de você e querer de verdade construir uma nova história, inteira, sem amarras com o passado. Precisa saber que você pode ser a sua melhor versão. Cuide do visual, do guarda roupas, faça coisas diferentes, coisas que gosta e se sente bem, cuide de você por dentro e por fora.

Uma autoestima inadequada pode ser a responsável por escolhermos o parceiro errado, ou por um casamento que só nos traz frustrações, uma carreira que nunca chega em lugar nenhum, aspirações que de um jeito ou de outro sempre são sabotadas, ideias promissoras que já nascem mortas, ou uma inabilidade para desfrutar do sucesso, hábitos de alimentação destrutivos, e sonhos que nunca serão realizados.

Acredite que recuperar a autoestima depois de uma separação é possível e quando você estiver bem consigo mesma e se amando, terá condições plenas de fazer as melhores escolhas para sua vida e quem sabe encontrar um novo amor e recomeçar uma nova vida cheia de alegrias.

Com amor,

Lisandra Zanuto

 

Leia também: 

Aprenda 6 lições pra você sair do aperto financeiro após separação!

10 Dicas para evitar pensamentos obsessivos após a separação

 

 

Eu acredito que a dor da separação é o ponto de partida para a maior transformação da sua vida. Basta que você decida.

Preencha os dados abaixo e receba em seu e-mail conteúdo exclusivo.

Inscrição feita com Sucesso! Eu acredito que a dor da separação é o ponto de partida para a maior transformação da sua vida. Basta que você decida.

Uma resposta para “ Como RECUPERAR sua AUTOESTIMA após a SEPARAÇÃO?”

  1. Laura disse:

    Ola , minha história é beem complicada.
    Conheci meu ex num intercambio e tinha acabado de terminar um namoro longo a distancia, ficamos mas eu ainda estava me recuperando, ele se apaixonou e depois de um tempo começamos a ficar, era tudo ótimo mas ele ja se declarava e esperava o mesmo de mim, mas eu nao tava pronta. Voltei pro Brasil e ele continou la mais um tempo, continuamos juntos mas eu acabei terminando porque fiquei confusa, continuamos conversando e quando ele voltou nos encontramos e voltamos, mas moravamos em estados diferentes, e ele tinha dado umas mancadas, eu quis ir devagar por medo de ter um namoro a distancia e só nos vermos uma vez por mês, mas continuamos juntos, e eu fui gostando mais e mais dele, estava querendo namorar, mas ele mudou e eu descobri que ele tinha conhecido uma garota e tava super de papo com ela e disse pra minha amiga que tava cansado de ser meu “cachorrinho” entre outras coisas, fui conversar com ele e ele colocou a culpa em mim, não quis que eu figasse pra ele, brigamos e acabei terminando, ele disse que desiti fácil, mas ele nem tentou se explicar ou conversar comigo. Eu sofri muito porque eu ainda gostava muito dele, Me afastei dele, conversavamos pouco e tentei seguir em frente, mas não consegui, dois meses depois nos reencontramos e ficamos, mas ele tava totalmente diferente, e eu apaixonada quis conversar, queria namorar, mas agora ele queria ir devagar, disse que o sentimento dele mudou, que viu que existia vida lá fora e que eu me afastar dele fez com que eu deixasse de ser importante. Ficamos nessa por um tempo, e eu sofria com isso, até que ele me contou que ia morar no Canadá mas que queria ficar comigo até ir embora, me disse 3 meses antes. Mas em momento algum disse que queria que eu fosse por ele e quando eu falei ele disse que queria que fosse por mim, não nada forçado. E ele acabou me convencendo , mas nesse tempo nos vimos pouco e ele continuou saindo e parecia curtir a vida, e eu sofrendo, não me sentia mais segura nem com o que ele sentia nem com fidelidade e com o prazo de validade que tínhamos. Descobri que ele tava de papo com outra querendo sair com ela mas ela não quis, e ele contou que eles tinham ficado quando tava sozinho. Eu me tornei muito ciumenta e ficava cobrando atenção e ele também me cobrava das coisas. Ai ele veio me dizer que queria continuar comigo, mas não namorar, queria um relacionamento leve, sem rotulos e cobranças pra ir acontecendo. Ficamos assim, mas eu queria mais dele e ele de mim. Depois de uma semana que ele tava lá brigamos por besteira, uma semana depois ele terminou comigo por mensaem dizendo que não me amava o suficiente para ter um namoro a distancia e que a unica saida que via era proximidade fisica, o que não ia acontecer tão cedo, que não conseguia ser o mesmo de antes e eu ia sempre esperar isso dele, que não queria me ver duas vezes no ano e ficar brigando o resto do tempo. To sofrendo demais, por mais que eu deveria estar mais preparada pra isso com tudo, ainda gosto dele. E parace que é como ele disse algumas vezes antes, quer deixar as coisas acontecerem, não quer compromisso agora, mas ainda quer me reecontrar, e não tem pressa disso. Ele quer ser meu amigo, mas eu não sei como agir, tenho medo de me afastar e acontecer de novo a mesma coisa. Preciso seguir em frente mas ta dificil esquecer ele e aceitar que ele me esqueceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *