Como dar a volta por cima depois de uma separação? - Lisandra Zanuto

Como dar a volta por cima depois de uma separação?

Como dar a volta por cima depois de uma separação?

Por Lisandra Zanuto

Você se separou, está triste e sofrendo com essa dor que parece nunca acabar, não é mesmo? Mas você tem certeza que precisa sair desta situação e reconstruir a sua vida. Que bom, então hoje vou te ensinar 7 atitudes que você precisa ter para dar a volta por cima e voltar a ser feliz depois da separação.

Leia também: 

Como recuperar sua autoestima após a separação?

Conheça as 5 fases do luto na Separação!

12 dicas pra você se livrar da ansiedade

Como a gratidão pode te ajudar no pós-separação?

Essa jornada de transformação não é fácil, mas ela tem que ser feita. Você precisa se olhar no espelho e se sentir bem com o que você está vendo. Se sentir segura e em paz com você mesma e com os seus filhos.

É como se você renascesse para uma vida nova onde você tenha motivação e força para conquistar o que você quer. É estar pronta para amar novamente por inteiro e poder olhar para trás daqui há uns 10 anos e ver que você não só sobreviveu o fim desse relacionamento, mas que usou toda essa dor para se tornar uma mulher mais forte, realizada e feliz.

Você sabia que isso pode ser feito sem tanto sofrimento? E que não precisa durar tanto tempo? Neste artigo você vai conhecer as 7 atitudes necessárias pra você dar a volta por cima, virar essa página e voltar a ser uma mulher inteira e plena.

Atitude 1:  Colocar todo o seu foco no momento presente

Esse é o único momento que você tem para fazer alguma coisa de fato, por isso não desperdice isso, deixe o passado lá no passado no lugar onde ele pertence e coloque toda a sua energia nesse momento, que é onde as coisas acontecem verdadeiramente: aqui e agora.

Você não pode mudar o que já foi, mas você tem toda a liberdade de escolher o que vai fazer com que te aconteceu, isso sim é responsabilidade sua. Até porque você não tem mais o seu ex companheiro para colocar a responsabilidade ou a culpa pela sua infelicidade ou pelas coisas não estarem mais dando certo na sua vida.

Agora é você por você mesma.

Uma das técnicas poderosas para você vivenciar e trazer para a sua consciência o momento presente está na observação da respiração e na prática da meditação. Você já tentou alguma vez? Já parou para observar os padrões da sua respiração nas suas diversas expressões de emoção? Já tentou meditar? Deixar fluir seus pensamentos?

Atitude 2: Perdoar-se

Você precisa se perdoar o quanto antes você puder. Se perdoe por tudo, independentemente dos erros que você tenha cometido, as fraquezas que você teve, as coisas que você fez e que não gostaria de ter feito.

Lembre-se que o pior julgamento é aquele que a gente faz de nós mesmas, esse pode ser esmagador. A autoaceitação é o primeiro passo de uma autoestima saudável. E se você não se aceita, não se perdoa é muito provável que tenha grandes problemas com autoestima. Perdoar-se é tão importante quanto perdoar o outro.

Atitude 3:  Seja paciente como você mesma

A jornada de reconstrução se dá a passo a passo, é como cruzar um deserto. Se você for rápido demais vai cansar logo e se você ficar parada, vai morrer de fome e de sede, um deserto a gente cruza com um passo de cada vez. Portanto seja paciente com você mesma, aceite que você tem feridas emocionais que precisam ser curadas e uma ferida não se cura de um dia para o outro, isso pode levar algum tempo até que você se sinta inteira novamente.

Permita-se viver o seu luto. Se você atropelar essa fase é bem provável que isso tem efeito rebote lá na frente e os danos sejam ainda maior.

Para você saber mais sobre as fases do luto e como superá-la, baixe o meu e-book gratuito “5 Passos para Reconstruir sua vida após a Separação”.

Atitude 4:  Não espere a motivação chegar

Não fique esperando a motivação chegar, comece e ela virá. A motivação não vai bater na sua porta enquanto você tiver se lamentando pelo que não deu certo. Comece a fazer o que precisa ser feito para você chegar aonde você quer na vida e a motivação vem. Motivação a gente gera e não fica esperando que ela resolva aparecer um dia para coisas começarem a mudar nossas vidas.

Eu sei que agora pode estar difícil. Você pode estar se sentindo sem forças para lutar pelo que você quer, mas não deixe isso te paralisar. Não se engane achando que isso vai passar com o tempo, porque não vai! Se você não se colocar em movimento, se não começar a colocar todas as energia no que precisa ser feito,  a chances são de que você fique no limbo por muito tempo.

Dentro do Programa “Separei e agora?”, nós temos um guia chamado de “Survival Six”, que é um passo a passo que vai te ensinar se colocar em movimento para que as coisas comecem a acontecer na sua vida e você consiga sair da inércia. Para saber como participar do Programa, clique aqui

Atitude 5:  Fique atenta as suas palavras e pensamentos

Você sabe quem é a pessoa com quem você mais fala todos os dias? É você mesma. Você tem em média 50 mil pensamentos por dia. Agora imagina se mais da metade disso for pensamentos negativos a seu respeito ou sobre a vida. Pensa que tipo de pessoa você está se tornando quando alimenta e mantém esses pensamentos?

São os seus pensamentos que controlam seus comportamentos e suas emoções e, até mesmo, as reações fisiológicas são controladas pelos seus pensamentos. Portanto presta atenção na sua conversa interna, esteja mais atenta e presente para isso. A boca fala do que o coração está cheio. Então presta atenção no seu discurso, nas coisas que você anda falando, pois elas vão te dizer como anda o seu coração.

Atitude 6: Procure pessoas que estão vivendo a mesma fase que você

É muito difícil continuar saindo e convivendo com os mesmos amigos de antes, porque você sempre acaba sabendo alguma coisa do seu ex companheiro, ou ainda continuar saindo com amigas casadas que nunca passaram por um processo de separação, a gente acaba sentindo meio que um peixe fora d’água. O melhor a fazer é procurar grupos de apoio ou outros espaços seguros onde você possa compartilhar essas dificuldades. Você também pode pedir ajuda profissional, de pessoas que já passaram por isso e conseguiram superar. Esse é o melhor jeito de você recomeçar de uma forma certa.

Tem um ditado que diz assim: “Quem quer ir rápido vai sozinho, quem quer ir longe vai acompanhado”.

Atitude 7:  Cure as suas feridas emocionais

Talvez essa seja a coisa mais importante de tudo que você leu até agora. Continuar tocando a sua vida com as suas feridas abertas é a coisa mais arriscada que você pode fazer. Porque isso te deixa sem forças, te deixa vulnerável, insegura em machucada.

O primeiro passo para que isso aconteça é identificar as causas, entender o porque que ainda dói tanto essa separação. Se você cuidar das causas, você vai definitivamente resolver o problema e do jeito certo, porque eu não quero que você se sinta bem somente agora, eu quero que você resolva essa história de uma vez por todas, se liberte emocionalmente e fique inteira para amar de novo. Eu quero que daqui a 10 anos você me escreva contando que a separação foi um trampolim para que a sua vida se tornasse muito melhor do que era antes.

Você conhece o Programa “S.O.S. Divórcio? Te garanto que logo após quatro semanas de programa, você se transformará em uma outra mulher. Com forças suficientes para recomeçar uma nova vida. A vida de onde nunca deveria ter parado. E, claro, começar um relacionamento sério com você mesma. CLIQUE AQUI e comece hoje!

Quer ver um exemplo prático?

Pense em uma parede com mofo. Por acaso o problema é o fungo? Não. O problema é umidade que permite que o fungo se instale ali. Se você lixar essa parede ou passar uma tinta por cima, o mofo vai voltar tudo de novo. Você precisa resolver na causa e não ficar resolvendo um sintoma aqui outro ali. Siga caminhos que te ajudem a curar isso a longo prazo e de forma efetiva.

O segundo passo a fazer é, depois de identificar as causas, começar a tratar essas feridas, porque senão duas coisas podem acontecer: ou você finge que nada está acontecendo e vai tocando a sua vida até o dia que a bolha explode dentro de você como uma doença, ou você só trata o sintoma que a solidão, a tristeza, o medo ou a ansiedade e não a causa e fica se entorpecendo com comida, remédios e antidepressivos. Ou pior ainda, acaba se envolvendo com o primeiro que aparece na sua frente.

Acredite em mim. Tratar a causa é mais barato emocionalmente para você e eu não conheço outro método para fazer isso. A sua vida é a soma das suas decisões e quando você não atinge os seus objetivos e desejos, é porque você não toma as decisões que precisam ser tomadas.

Se as coisas não estão indo bem quanto você gostaria hoje na sua vida, é porque você não sabe o que precisa ser feito, senão você estaria fazendo, não é mesmo? Ou pode ser que esteja faltando coragem e motivação necessária para fazer essas mudanças.

Mas tenho certeza que a sua decisão não é de se conformar com a situação que está vivendo, mas, de aprender o que realmente precisa para sair dela. Não é colocando a sujeira para debaixo do tapete que essas feridas vão se curar. Bola para frente, estou aqui para te ajudar. 

Espero que tenha gostado deste artigo. Diariamente, posto na minha fanpage no Facebook várias mensagens de motivação, reflexão e autoconhecimento, tenho certeza que você vai gostar de me acompanhar por lá. Normalmente, costumo interagir e responder aos comentários. Vou adorar ver a sua interação e farei ao máximo para te responder.

Com amor,

Lisandra Zanuto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para Qual e-mail Devo enviar o link para a série de 03 vídeos gratuitos?

Seus dados estão 100% seguros