10 dicas INFALÍVEIS para seus FILHOS não sofrerem na SEPARAÇÃO! - Lisandra Zanuto

10 dicas INFALÍVEIS para seus FILHOS não sofrerem na SEPARAÇÃO!

10 dicas INFALÍVEIS para seus FILHOS não sofrerem na SEPARAÇÃO!

Por Lisandra Zanuto

Quando acontece uma separação todo mundo envolvido acaba sofrendo junto. Seja o casal, independentemente de quem tenha terminado ou os filhos quando o casal tiver. Definitivamente, não é fácil para ninguém.

Neste artigo vamos falar de como superar a separação com filhos, de como agir e o que fazer para que eles não sofram tanto e não fiquem marcados para o resto de suas vidas.

Sabemos que lidar com a dor dos nossos filhos podem ser mais difíceis do que lidar com a nossa própria dor nesse momento. Eles podem sofrer tanto como nós ou até mais do que estamos sofrendo. Mas isso não quer dizer que os filhos não sofram em um relacionamento que não é mais saudável e harmonioso, não é mesmo?

Muitas vezes casais mantêm um relacionamento achando que o motivo são os filhos, mas esquecem que essas mesmas crianças podem estar sofrendo por conviver em um ambiente onde os pais não se entendem, brigam e não se respeitam como deveriam. Isso deixa claro que nada justifica você continuar casada achando que os seus filhos irão sofrer com a separação porque eles estão sofrendo da mesma forma com uma relação que não é mais saudável.

O Dr. Jonh Gottmann, autor do livro “Os Sete princípios de um casamento saudável”, realizou uma pesquisa com 63 crianças em idade pré-escolar que viviam com os pais em lares onde existiam altos níveis de conflitos, e constatou que essas crianças apresentavam níveis de hormônios de estresse acima da média encontrada em crianças que viviam em um ambiente seguro e harmonioso.

Depois de acompanhar o desenvolvimento escolar dessas crianças, ele pode ainda constatar que todas elas apresentaram, ao longo da vida distúrbios de autoestima, rejeição, baixo desenvolvimento escolar e distúrbio de ansiedade.

Filhos do Divórcio 

Antigamente se falava muito dos filhos do divórcio e das consequências que uma separação podia ter na vida deles, mas hoje já se sabe que o que vai determinar como se os seus filhos vão lidar com essa situação.

Depende mais de como você e o seu parceiro vão conduzir esse processo do que o divórcio em si.

O que importa é como você vai conduzir os seus filhos nesse processo, com equilíbrio emocional e segurança, mesmo que o seu ex companheiro não colabore com você. O objetivo aqui não é necessariamente restaurar a justiça daquilo que você considera injusto ou reivindicar o direito de estar certa, o objetivo é ajudar os seus filhos a se tornarem adultos bem resolvidos e saudáveis emocionalmente.

Eu sei que essa não é uma decisão fácil, porque eu passei por isso e eu me culpava muito por achar que eu estaria fazendo um mal terrível para o meu filho separando ele fisicamente do pai dele.

Essa culpa me perseguiu por muito tempo. Para saber mais sobre culpa, clique aqui e leia o artigo. Com certeza essa foi uma das escolhas mais difíceis da minha vida porque eu sabia que essa decisão iria influenciar diretamente a vida do meu filho e, a partir desse momento todas as minhas escolhas teriam um peso maior para mim, porque ter filhos é isso, ser o porto seguro na vida de outro ser humano.

Por tudo isso é que, ao se separar, o ex casal tem que buscar toda a maturidade possível para encaminhar bem a reação dos filhos à essa nova fase. É preciso encontrar uma maneira equilibrada e saudável para que as coisas possam se restabelecer da maneira mais saudável e harmoniosa possível, já que o processo de separação implica em muitas mudanças, como mudança de casa, de escola e até de cidade e país, como foi o meu caso.

É claro que no início tudo é muito doloroso e confuso, mas cabe a você e a seu ex companheiro, com muito respeito mútuo e bom senso, encontrar um caminho comum onde vocês possam guiar e amparar o seus filhos no que eles precisarem, para que ele possa crescer e viver em um ambiente saudável.

Um caminho saudável emocionalmente 

Apesar de ser uma fase muito difícil e complicada para todo mundo, existem algumas maneiras de você ajudar os seus filhos a lidarem com essa fase de uma maneira mais leve, saudável e mais equilibrada emocionalmente.

Um grande exemplo é que o seu ex companheiro pode não ter sido um marido ideal para você, mas aceitar que ele foi um bom pai para os seus filhos já é um começo.

Para te ajudar, vou listar 10 dicas que vão te ajudar e te auxiliar neste momento tão delicado, que é de superação a separação com filhos.

1 –  Bom relacionamento com EX

Faça tudo que for possível para que você tenha um bom relacionamento com o seu ex parceiro. É importante você colocar todas as diferenças de lado e trabalhem como um time, isso vai ser muito importante para o seu filho.

2-  Evite discussões

Evite ficar discutindo e criando situações de conflito e discórdia na frente das crianças. Este tipo de situação tende a desorganizar emocionalmente a criança e deixá-la mais perdida diante do que está acontecendo.

3 – Não controle os sentimentos dos seus filhos

Nunca recrimine as crianças por chorarem ou por estarem tristes ou zangadas com a situação. Elas precisam colocar para fora o que estão sentindo e incomodando no momento. Elas também precisam de tempo para entender melhor a nova realidade da sua família.

4 – Não crie expectativas da criação do ex

Como você não vai ter muito controle do que vai acontecer a partir de agora quando o seu filho estiver na casa do seu ex marido, você não vai saber como ele vai tratá-lo, o que ele vai ensinar, como ele vai cuidar.

Você pode tomar conta e ter controle daquilo que diz respeito ao seu universo com o seu filho. Então cuide disso para que ele cresça em um ambiente saudável de amor e respeito. O que o seu ex marido vai fazer ou como ele vai conduzir isso diz respeito a ele e não mais a você e quer controlar isso pode gerar uma série de expectativas que podem não se realizar e gerar uma frustração para você e para os seus filhos.

5 –  Tome decisões conjuntas

Quando tiver que tomar alguma decisão em relação aos filhos, como saúde, educação, viagens, esportes, procure ouvir o que o ex companheiro pensa em relação a isso. Ele vai ser o pai para sempre, independentemente da situação de vocês.

6 – Abra o jogo com os seus filhos

Deixe claro para às crianças os motivos da separação. Eles precisam ter certeza que não têm culpa nenhuma sobre o que aconteceu. É comum que as crianças se sintam culpadas. Não preciso nem dizer que você terá muito tato para lidar com alguns assuntos, por isso entre em um acordo com o seu ex companheiro sobre o que deve ser dito para a criança e usem o mesmo discurso.

7 –  Seja organizada

 É importante que as crianças possam ter um plano bem definido de visitação e encontro com aquele que saiu de casa (o pai ou a mãe). Esta definição irá ajudar a estabilizar e a organizar a cabecinha da criança que deve estar meio confusa neste momento. Ela pode estar se sentindo abandonada e desamparada e achando que não é mais amada e protegida.

8 –  Informe sua situação ao colégio dos seus filhos

Informe a escola o que está acontecendo com vocês e peça para que você seja informada caso haja mudança de comportamento da criança, assim como no rendimento escolar.

9 – Mantenha o contato deles com as duas famílias

É importante que a criança continue mantendo contato com as duas famílias. Avós, primos, tios será sempre da família dele e essa relação deve se manter mesmo depois da separação dos pais.

10 – Nunca fale mal do seu ex na frente deles 

Nunca, em hipótese alguma fale mal do seu e marido na frente dos seus filhos. Você não pode esquecer que um dia você não escolheu só casar com ele, mas escolheu ele para ser pais dos seus filhos. Hoje você pode olhar para trás para a sua história e achar que não tenha sido uma boa escolha, por estar magoada e ressentida.

O que você não pode esquecer é que os seus filhos terão que conviver com essa escolha para o resto da vida, então honre o seu passado, respeite-o. Respeite e valorize a história que você viveu e a família que você construiu junto com o seu ex marido. Lembre-se que um dia vocês foram felizes e viveram momentos mágicos e o resultado está na sua frente agora, os seus filhos.

Separação não é só um drama, se a decisão aconteceu, ajudar os filhos a encarar a nova fase será bem importante para você e para eles. Não esqueça, peça ajuda, procure uma terapia, infelizmente não nascemos sabendo de tudo e uma ajuda profissional neste momento é muito importante e pode ajudar na elaboração da separação pelo casal e para a criança, minimizando possíveis traumas e conflitos. No Programa Separei e Agora, abordo de maneira prática este lado tão delicado pra nós mulheres, que na maioria das vezes levamos a maior carga durante o processo de separação, porém, você não precisa enfrentar isso sozinha. 

Com amor,

Lisandra Zanuto.

3 respostas para “10 dicas INFALÍVEIS para seus FILHOS não sofrerem na SEPARAÇÃO!”

  1. Maria Silva disse:

    Perfeito conteudo desse site!! Otimo artigo e de facil entendimento muito obrigada!!

  2. ELY disse:

    BOA TARDE..GOSTARIA DE SABER MAIS PARTICIPAr, ESTOU EM PROCESSO DE SEPARAÇÃO ..ME .ORIENTE POR FAVOR!!

  3. Edeny disse:

    Oi Lisandra, estou nesse momento difícil da separação. Decidi pela separação e tem horas que não sei mais se fiz a coisa certa pelo fato de ver meu filho chorar com saudades do pai. Mas estou lutando dia após dia para que tudo fique bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para Qual e-mail Devo enviar o link para a série de 03 vídeos gratuitos?

Seus dados estão 100% seguros